Esse mês, a charmosa adega do restaurante Famiglia Sicilia foi o cenário da nossa entrevista com o Chef e empresário Fábio Sicilia. Ele olhava para aquelas garrafas vindas de vários lugares do mundo, como quem cumprimentava amigos. Podemos dizer que a intimidade com o vinho foi herdada do pai Italiano, casado com uma mineira. O restaurante da família já tem 30 anos e continua surpreendendo com o cardápio e atendimento. Foi durante um curso de Gastronomia, realizado na Itália, que Fábio aprofundou o conhecimento sobre vinhos e, logo o que era um prazer gastronômico, tornou-se uma verdadeira paixão, tanto que Fábio voltou para a Europa para estudar o curso de enologia, que desvenda o universo dos vinhos.
“Vinho não é só um produto, é um estilo de vida. Ele exige maior conhecimento, não é como simplesmente abrir uma bebida e tomar como se faz com o refrigerante, você tem toda uma retaguarda”, explica Fábio.
Conhecer uvas, safras, regiões de plantio, e outros detalhes que algumas vezes passam despercebidos, para ele é essencial. Quem aprecia a bebida, sabe que para saborear uma taça de vinho, precisa passar por uma série de etiquetas. Na verdade, “tem o ritual do servir, que é o que cria a mágica, que faz dele uma bebida ainda mais especial”, destaca Fábio.
E no meio desse universo de aromas e texturas, uma paixão se transformou em duas.
Fábio também se especializou em Chocolatier, e o fascínio pelo doce feito à base de cacau, hoje é também um negócio de sucesso. Fábio levou sua paixão por chocolate e criar receitas novas para um patamar elevado e criou a marca Gaudens chocolates. Suas receitas com cacau da região, farinha de tapioca e Castanha do Pará, já ganharam reconhecimento internacional.
Hoje ele se divide entre as duas paixões: o vinho e o chocolate. Por isso mesmo, batizou a marca do seu próprio chocolate com o nome de Gaudens que quer dizer, o ápice do prazer.
De todas as dicas sobre vinhos e chocolates, certamente a mais preciosa e a que faz essas duas paixões fazerem sentido, é o poder que ambos possuem de reunir amigos e famílias. “O encantamento envolve pessoas. Os melhores vinhos dependem também da companhia, porque a magia está em compartilhar,” conclui Fabio, deixando nossa equipe cheia de energia.