Mais que um alimento cultural, o açaí é uma das principais molas propulsoras da economia em nosso estado. Movimenta vários setores de produção e comércio, gera emprego e renda e também faz parte da cadeia alimentar das famílias paraenses. Além disso, esse verdadeiro ouro negro é rico em vitaminas e cheio de benefícios para a saúde.
Consciente da grandeza desse fruto, é que o grupo São João Polpas investe aqui no Pará, envasando o melhor açaí da região. Já são cinco anos atuando com responsabilidade e respeito. Não é à toa que no período de safra a empresa produz 65 mil toneladas de polpas de açaí por dia. Produção que atualmente sai do coração do Pará para todas as regiões do Brasil.
Esse sucesso é resultado da ousadia do casal de empreendedores Jéssica e Roberto Mota que decidiu investir na região, na mão de obra local e sobretudo, no trabalho com muita dedicação.
O segredo das polpas está no produto inicial: o açaí. Tudo o que é processado na fábrica, passou antes pelas mãos de várias famílias ribeirinhas. Todo açaí que chega em São Francisco do Pará vem de três regiões avaliadas como as melhores produtoras do estado. É de Abaetetuba, Cametá e Igarapé Miri que vem a matéria prima da empresa. Essas são cidades estratégicas que foram escolhidas após estudo de qualidade dos frutos, em rendimento de polpas, vitaminas e até mesmo de sabor.
Valorizar o trabalho dos ribeirinhos é uma das fases mais importantes da empresa que trata esses produtores como parceiros e ajuda a movimentar de forma consciente a economia da agricultura familiar.
Das canoas dos ribeirinhos, até a fábrica, esse fruto é transportado de forma especial, protegido de sol, chuva e poeira, e assim que chega no complexo, recebe atenção imediata, sendo lavado e higienizado com produtos adequados, evitando qualquer tipo de contaminação. O processo de envasamento é praticamente todo mecanizado. O que garante mais aproveitamento dos frutos e menor contato humano com as polpas. Ainda assim, a equipe que atua na área de envase é um esquadrão de funcionários treinados e equipados com proteção individual, não deixando escapar nenhum detalhe do protocolo que garante a segurança alimentar.
Só para você ter ideia, o parque industrial é higienizado com produtos de alta qualidade que fazem uma verdadeira esterilização do ambiente sempre antes e após a produção das polpas. As máquinas e equipamentos utilizados são todas de inox, que é um material que facilita a limpeza e não contamina os alimentos.
Ainda assim, cada lote produzido passa pelo rigor da equipe de controle de qualidade. Amostras são analisadas quanto à cor, textura, sabor e poder nutricional. Nada sai da empresa sem que esteja conforme o padrão exigido pelo Ministério da Agricultura, que é quem regulamenta a produção de alimentos no país. A empresa tem a vantagem de atuar sem que tenha recebido nenhuma notificação relacionada ao processo de fabricação.
Toda a água utilizada no processo é também estudada e analisada com frequência. Os poços passam por pesquisa periódica e os resultados são sempre satisfatórios, já que a empresa está localizada numa região que possui um dos lençóis freáticos mais limpos do estado.

Jéssica conta que manter o alto padrão dos produtos faz parte da essência do grupo São João Polpas. “Nós sempre trabalhamos com foco na qualidade, e esse é um destaque que temos. O cliente recebe o produto de qualidade e um atendimento diferenciado, por isso fazemos toda uma logística de fidelizar os clientes, que são, na verdade, nossos parceiros”, explica.
E foi para atender as necessidades de um público exigente que a empresa passou a envasar as polpas com as marcas dos clientes. E assim, diariamente, toneladas de polpas de açaí são produzidas com a qualidade do grupo, mas agregando valor às marcas próprias dos clientes.
Todo mundo sabe que o açaí entra em safra a cada seis meses. E com a busca cada vez maior desse alimento no mercado, a escassez aqui na região pode acontecer. Mas a empresa atua com um sistema de previsão e armazenamento que garante açaí o ano inteiro. Tudo porque investiu pesado num sistema de refrigeração avançado. Primeiro, as polpas passam por um túnel refrigerado que faz o congelamento rapidamente a -21º, assim, não perdem as características de sabor e nutrição do fruto. Depois seguem para as câmaras que conservam tudo numa temperatura de -20º. Além de preservar as polpas de forma adequada e garantir validade estendida, esse processo também impede a proliferação de qualquer bactéria ou contaminação.
É uma mega estrutura com três câmaras resfriadas, uma com capacidade de armazenar 800 toneladas, outra com 700 e uma que suporta até 2 milhões de quilos.
Responsabilidade social
O empreendimento atualmente emprega diretamente quase 100 funcionários de forma direta e dezenas de forma indireta. A empresa absorveu a mão de obra local, dando oportunidades e sendo um pólo industrial de referência em São Francisco do Pará. Os funcionários são constantemente treinados, equipados e também recebem cursos, palestras e ações para desenvolvimento profissional e pessoal. Essa é uma das maneiras de retribuir a dedicação de quem escolheu vestir a camisa da empresa. O parque industrial possui área de descanso, refeitório, e vestiários preparados para dar conforto à equipe.
Compromisso e respeito estendido também ao meio ambiente. A super produção de toneladas de polpas gera rejeitos. O caroço do açaí é todo reservado e transportado para empresas que o utilizam como lenha em fornos. Assim, além de reaproveitar tudo do açaí, esse processo também evita que árvores sejam cortadas e sejam usadas como lenha.
Excelência
É com foco nas famílias consumidoras que o Grupo São João Polpas busca, frutos de alta qualidade saído do coração do Pará, produz polpas com rigor na higiene e responsabilidade social. Agora trabalha em pesquisa para lançar no próximo ano uma nova linha de produtos com Mix de açaí com outras frutas, ampliando assim o leque de serviços.
Muito mais que produzir alimentos, o Grupo São João Polpas investe na nossa gente, na nossa cultura tradicional. Retirando o fruto das margens dos rios da Amazônia, levando para os lares de todo o Brasil, saúde e bem-estar. E, sobretudo, levando uma maneira de viver com qualidade e respeito.