Por Fillipe Almeida

O clareamento pode ser feito tanto no consultório, com utilização de gel clareador e aplicação de luz (laser), ou em casa, através da aplicação do gel clareador com auxílio de uma placa fornecida pelo profissional. A função do gel (peroxido) é remover através de uma reação de oxidação, as manchas que escurecem os dentes. Durante o tratamento clareador, é possível que alguns dentes apresentem sensibilidade, porém existem diversos recursos que podem ser utilizados para o combate e controle desse evento durante o tratamento, diminuindo o desconforto do paciente.
É de grande importância antes de iniciar o tratamento clareador, um minucioso diagnóstico, para que possa ser feita a adequada indicação, devem ser considerados, por exemplo, condições de saúde bucal e geral do paciente, histórico de hipersensibilidade dentinária, causas do manchamento, dentre outros.
Somente os dentes naturais reagem ao processo de clareamento, ou seja, dentes em próteses, dentes em porcelanas ou materiais resinosos não clareiam durante o tratamento; portanto, em casos, em que temos dentes restaurados ou próteses, ao término do clareamento, devem ser substituídos com a cor mais adequada aos dentes clareados.
É importante lembrar que nem sempre dentes escurecidos podem ou devem ser tratados com clareamento, por isso, antes de qualquer procedimento odontológico, seja terapêutico ou estético, deve ser feita uma avaliação detalhada, considerando a indicação adequada para cada procedimento, bem como suas limitações e contraindicações, analisando também as situação de saúde geral de cada caso.