A busca pelo corpo saudável sempre está associada a bons hábitos. Atletas compreendem bem a importância da alimentação para garantir um bom desempenho em suas atividades. Porém, além de refeições completas, essas atividades acabam exigindo algo a mais. É aí que entra a nutrição esportiva, é ela que vai analisar as necessidades de cada pessoa para promover saúde, melhor performance e otimização no pós-exercício.
Vale lembrar que uma alimentação adequada por si só é capaz de suprir as necessidades de um atleta. Mas os suplementos alimentares podem facilitar o alcance, metas e resultados com maior tranquilidade. Lembrando que esses suplementos nunca devem ser administrados sem a orientação de um profissional especializado. É o nutricionista que vai elaborar um plano alimentar ideal para cada situação. Por exemplo, um maratonista de 100 metros rasos, a suplementação de creatina pode ajudá-lo muito, isso porque para a atividade física de alta intensidade e curto período, ele precisa de um estoque maior de creatina para obter melhores resultados.
Nenhum plano alimentar de uma pessoa pode ser utilizado por outra. Existe algo chamado individualidade biológica. Você tem peso, a sua genética, a sua rotina, seus objetivos e tudo é diferente. Mesmo com peso, altura e idades iguais de outra pessoa, ainda assim a sua rotina e seus hábitos serão diferentes e isso requer um plano individualizado.
A nutrição esportiva enxerga a modalidade, necessidades e individualidade, seja do atleta de alto desempenho que é levado ao limite do corpo, ou aquele que pratica esportes e atividades físicas por lazer. A alimentação correta em ambos os casos, é essencial para que os objetivos sejam alcançados. O correto é que aja uma parceria entre seu nutricionista e seu educador físico, para que juntos possam elaborar o melhor plano para o alcance de seus objetivos com mais saúde e qualidade de vida.