“Quem ama, adota” ou “Quem ama não escolhe raça”. Decerto, já ouviram essas expressões e são válidas. Mas quem sonha escolhe para onde gostaria de viajar, qual carro comprar, modelo de casa, e escolhe a Raça a adquirir. Então, não é um ato desumano ou cruel você comprar um filhote. Para alguns é um meio de vida, para outros um meio de viver.
Para realizar o sonho de ter um filhote de uma raça específica, você deve se atentar à procedência do mesmo, procurando sempre adquirir de canis registrados, com acompanhamento de Registro do filhote (pedigree), carteirinha de vacina atualizada e realizada por médico veterinário.
Ao adquirir um filhote, sempre visitar (se possível) o canil de onde o pet sairá. Analisar os pais, características da raça, cuidados dispensados, sanidade do ambiente e alimentação. Analisar tudo que possa interferir no desenvolvimento do filhote no futuro.
Após a chegada do animal em casa, considerar que ele foi separado da mãe e do ambiente a que estava habituado. Ter paciência nessa nova adaptação é fundamental. Realizar as vermifugações e vacinas de acordo com a orientação do médico veterinário e, mesmo com aquela enorme vontade de exibir o seu filhote ao mundo, evitar passeios a lugares públicos como praças, praias e clubes. Até que o protocolo de vacina esteja completo. Assim como evitar que ele tenha acesso a pessoas e animais que possam transportar algum tipo de doença até ele.
Cuidar de um filhote e torná-lo um adulto saudável e bonito não é difícil, desde que você seja bem orientado. Procure um Médico Veterinário sempre!