Por Edney Quaresma

O inglês, originalmente britânico, domina o mercado de trabalho há muito tempo, mas hoje, como toda língua, o inglês sofreu diversas transformações, e o inglês americano domina o cenário mundial, na música, nos negócios e principalmente nas redes sociais.
A geração Z, ou simplesmente os nossos filhos, vivem um momento em que não conseguem entender as barreiras online e off-line, e nesta linguagem cada vez mais global, o inglês domina a cena e ganha a cabeça destes jovens conectados e que resolvem tudo com um clique.
Nesta tendência, o mercado de ensino de idiomas se adapta e cria ferramentas capazes de potencializar o conhecimento de inglês e facilitar a inserção do jovem no mundo digital e até no mercado de trabalho, através de plataformas digitais de aprendizado, aplicativos, inteligência artificial e até realidade aumentada.
Em Castanhal, já existe a Really Experience que é a primeira escola de inglês americana a usar muitas tecnologias para ensinar o idioma falado pelos americanos. A Really está sediada em Orlando, na Flórida, e de lá, via streaming transmite aulas para mais de 70 cidades do Brasil e até para o Japão, assim o aluno tem aulas ao vivo com professores americanos e ainda pode interagir em tempo real (em inglês, claro).
Sabendo que os alunos são conectados, o aplicativo da escola manda avisos para que o aluno não esqueça de estudar as lições, que tratam sempre do cotidiano dos americanos, e ainda tem uma ferramenta que reconhece a pronúncia do aluno e dá um like se estiver correta.
E assim, a tecnologia vai conectando o aluno e trazendo para ele um intercâmbio na palma da mão, o que destaca a Really, é que ela é a única a ter professores nativos, mais um professor assistente em sala, livro didático, plataforma de ensino no computar e aplicativo para o aluno estudar onde quiser. A geração Z precisa do inglês, pois os melhores cargos e salários sempre estão associados ao segundo idioma.