FLAVIANA MASSAMI AOKI

Engª Civil – CREA 16.135 D/PA

A época chuvosa na nossa região começa em dezembro e segue até meados de maio, com fevereiro, março e abril, apresentando volumes maiores de chuva. Nosso “Inverno Amazônico”. É aí que, para algumas pessoas, o trimestre representa o início de um “Inferno amazônico”, por conta das Infiltrações indesejadas que surgem com maior intensidade. Saiba como combater e evitá-las de maneira eficiente.
A infiltração é inimiga de uma edificação, seja ela recém construída ou não. Uma pequena infiltração em algum cômodo da construção pode causar grandes prejuízos. O que submeterá ao proprietário a contratação de serviços, onde provavelmente se quebrarão paredes, entre diversos outros reparos, como repintura; levando pessoas a aborrecimentos incalculáveis.
Evitar as infiltrações é mais simples que combatê-las! Para preservar a sua casa dessa invasão indesejada, é importante que durante a construção ou a reforma, seja feita a aplicação de impermeabilizantes adequados. Existem dois tipos de infiltrações: as ascendentes (provenientes do piso) e por condensação (aquelas causadas pela chuva), que comprometem o teto e as paredes, principalmente nos cantos internos da casa.
Para evitar infiltrações ascendentes, a impermeabilização das fundações é extremamente importante. Caso a fundação seja do tipo “radier” ou o contra piso seja feito diretamente sobre o terreno, é essencial também proteger estas áreas da umidade que vem do solo. É possível aplicar mantas ou barreiras de material plástico sob o piso, para garantir esse isolamento.
Durante a obra ou reforma, outras medidas podem ajudar a prevenir as infiltrações por condensação. Aumentar os beirais, fazer calçadas com caimento para longe das paredes, corrigir infiltrações nas aberturas de janelas e não deixar pontos de acúmulo de água, são algumas atitudes que ajudam a evitar o problema. Para o acabamento interno e externo da casa, utilizam-se sempre impermeabilizantes de qualidade, que protegem contra as infiltrações.
Todavia, se a casa já estiver construída e a umidade começar a aparecer, a raiz do problema deve ser descoberta e tratada. Se a umidade vier do piso, é necessário quebrar a base das paredes até a fundação e aplicar produtos sob o piso e nas bases; ou então, deve ser usado um impermeabilizante apropriado que vai conter tal umidade.
Se a infiltração estiver descendo (começando pela cobertura), o ideal é verificar as condições do telhado e da laje, para descobrir qual é a origem do problema. A posição das telhas e das vigas de sustentação deve ser conferida. Na laje de cobertura, pode ser realizada a aplicação de um impermeabilizante (para conter a infiltração). Também pode ser necessária a impermeabilização das paredes, pois algumas vezes a água em abundância, penetra pela porosidade dos blocos.
Além disso, é importante proteger os locais destinados ao escoamento da água com telas, evitando o transbordamento e entupimento dessas vias, assim como é necessário o cuidado com os ralos e bueiros, evitando a obstrução do percurso da água.
É importante procurar o aconselhamento de um profissional no momento de tomar medidas corretivas.
O segredo é pensar sempre em como deixar a umidade o mais longe possível da sua edificação.