Por Edney Quaresma

O tradicional ensino presencial hoje parece não atender as necessidades de flexibilidade no mundo moderno, assim a educação semipresencial, ensino híbrido ou simplesmente ensino à distância (EAD), trouxe soluções de qualidade a este cenário.
Este formato, que para muitos ainda é novo, desenvolve-se há mais de 15 anos e ganhou escala nos últimos dez, trazendo novos modelos de ensino, como o Flipped Classroom – sala de aula invertida, uma proposta para impulsionar a interação do aprendizado online, professor-tutor-aluno e o pilar do desenvolvimento pessoal e profissional.
Dados da KROTON Educacional (maior empresa de educação do mundo) revelaram que 82% do público do ensino superior não dispõe de tempo para estudar todos os dias e presencialmente em função do trabalho. Segundo o INEP, houve um aumento de 27,3% no EAD em 2017, cerca de 1,1 milhão de novos alunos ingressantes, além de 19,7% concluintes do ensino superior; este último censo mostra o quanto a procura pela modalidade de ensino se tornou importante para as pessoas, não apenas no fator econômico, mas profissional e pessoal.
Hoje, o caminho da educação no Brasil perpassa por grandes desafios, os quais interagem com a mudança de conceitos, valores e culturas enraizadas.
A FAMAC/UNOPAR, por meio de seu método de ensino semipresencial, que possibilita conciliar estudo e trabalho, entrega ao aluno as ferramentas que o mercado moderno exige, transformando a vida do aluno e abrindo portas em empresas que precisam de mão de obra atualizada, desenvolvida com pensamento crítico e vontade de solucionar os problemas; por isso, continua após 12 anos como líder absoluta no mercado local, e agora com o novo campus da Av. Maximino Porpino, a qualidade da infra-estrututa ajudará centenas de novos profissionais.