Por Flaviana Aoki
Engª Civil – CREA 16.135 D/PA

A tragédia que abalou o mundo, em Brumadinho, aumentou as dúvidas sobre o que é uma barragem de rejeitos. Assuntos técnicos e questionamentos do que é, seu funcionamento e execução viraram pauta dos principais jornais e veículos de informação.
Barragem de rejeitos é uma estrutura construída para o depósito dos rejeitos provenientes da mineração. O rejeito é o material que sobra quando se separa o minério da rocha e é depositado em forma de polpa, ou seja, uma mistura de sólidos e água. A barragem funciona como uma barreira, onde são depositados os rejeitos. À medida que o rejeito é depositado, a parte sólida se acomoda no fundo da barragem. A água decantada na parte superior é então drenada e tratada, com parte sendo reutilizada no processo de mineração e o restante devolvido ao meio ambiente.
A função é evitar que o material resultante do processo de mineração ocasione maiores danos ambientais se descartados livremente no meio ambiente, o que poderia contaminar o solo, rios, lagos e águas subterrâneas.

O sistema mais comum para execução dessas barragens de rejeito é o de Montante. Esse sistema é o mais utilizado no mundo inteiro devido a sua facilidade de matéria prima, visto que já está no local, e o baixo custo para sua execução.
Em contrapartida, o método de montante é um dos menos seguros, e foi proibido no Brasil no dia 18/02/2019 por uma resolução da ANM (Agência Nacional de Mineração)
As barragens de rejeitos, na ocasião de um rompimento, têm grande potencial destrutivo, visto que o material retido tem em média três vezes a densidade da água, causando destruição em massa com grandes perdas de vidas, econômicas e ambiental; daí a importância e a necessidade permanente da melhoria das condições de segurança e monitoramento das barragens brasileiras.
Dessa forma, a atividade de mineração a qual oferece importantes contribuições nas áreas sociais e ambientais, além de incentivos para o crescimento econômico, deve conceber uma mineração moderna, sendo necessário o desenvolvimento de novas tecnologias, a minimização dos impactos ao meio ambiente e a redução dos riscos de acidentes ambientais.
A segurança das barragens é um tema prioritário e de extrema importância. O setor de mineração precisa se conscientizar da importância da prevenção de acidentes para a sustentabilidade do próprio negócio.