Thaís Porpino é a musa do forró em Castanhal e região. Ela se tornou uma referência e motivação para muitos talentos se dedicarem à música. Além da voz marcante, Thaís também é uma mulher cheia de força. Já são 18 anos nos palcos e um currículo eclético de apresentações em barzinhos, aniversários, formaturas e shows diversos. Primeiro como apoio de bandas e artistas renomados, e há três anos encara o desafio da carreira solo. Mesmo com uma agenda movimentada, a cantora faz questão de cuidar dos contratos de shows, campanhas, comerciais, ensaios, gravações, estudos e dedica grande parte do seu tempo à filha adolescente.
Para quem pensa que é tudo fácil, não é não. Ainda hoje, Thaís encontra preconceito quanto ao seu protagonismo. “Ainda tem gente que tem dificuldade em lidar com a figura da mulher na liderança. Tem uma resistência de não querer aceitar uma mulher no comando. Mas eu administro tudo com muita serenidade,” conta.
Tanta atitude tem servido de estímulo para outras mulheres. Seu trabalho como modelo plus size levanta o debate na cidade sobre beleza e padrões. As fotos são incríveis e revelam que o conceito de mulherão é algo além de um manequim 38, tem relação com atitude. “Nunca pensei em ser referência para ninguém, mas quando faço um trabalho dou meu melhor, porque sei que vai servir de inspiração para outras pessoas, a principalmente se amarem”.
E a origem da personalidade batalhadora está em casa. A mãe que acompanha a artista desde as primeiras apresentações, tem papel significativo na trajetória de Thaís. “Ela é meu coração e meus olhos, quando não estou em casa, temos uma sintonia muito grande. A ponto de ela pensar e eu já estar realizando os planos”. Relata emocionada. A simpatia e segurança dos bastidores a acompanham também nos palcos. Ela faz questão de destacar a raiz forrozeira, mas já teve que trocar o brega e o forró marcantes pelo samba, quando participou do Festival Nacional do Chorinho. A carreira solo tem dado certo, e a artista já prepara o próximo CD que será lançado em junho. E ainda concilia outros sonhos, como se formar em direito e alcançar reconhecimento nacional. “Tudo é uma questão de estar no lugar certo e na hora certa”.
Por isso, faz de cada apresentação, única. Uma verdadeira experiência de prazer para ela e para o público. E haja energia para manter a pista lotada e animada por mais de duas horas. Thaís Porpino não é mulher de fraquejar. Autêntica, tem como cartão de visita um sorriso carismático. E quando precisa brilhar, sabe bem soltar a voz. “Após cada show, tenho o sentimento de dever cumprido, porque sei que fiz o meu melhor”, conclui.