Mulheres empreendedoras comemoram mais um encontro.

Novas formas de vender o seu produto: “Como a transformação digital mudou o mundo”. Este foi o tema do IV Encontro de Mulheres Empreendedoras do Sebrae. Uma noite de muito conhecimento e premiação que reuniu 200 mulheres empreendedoras de Castanhal e de outros 18 municípios que fazem parte da regional Guamá do Sebrae.

Para a gerente do Sebrae Castanhal, Gisele Freitas, o encontro foi o mais diferente de todas as edições. “Mudamos totalmente o foco do evento, porque estamos nessa pegada digital. Percebemos que é algo que está muito lento na região Norte. Existem pesquisas que indicam que estamos dez anos atrasados, em relação a São Paulo, no marketing digital”, disse.

Dos 5.400 empreendedores individuais da região, 55% são mulheres. Uma estatística importante, que enfatiza o empoderamento das mulheres no mercado de trabalho. “Elas estão buscando a capacitação, para não entrarem de qualquer forma no mercado e com o mínimo de planejamento. E o nosso papel é criar um ambiente favorável com tecnologia e marketing digital, para que elas tenham esse conhecimento, possam aplicar no negócio e crescer”, explicou Gisele Freitas.

O evento proporcionou conhecimento na forma de vender nas redes sociais. A mentora em negócios digitais, Marina Ulhôa, palestrou sobre as técnicas para vender pelo Instagram. Segundo a jornalista, acreditar e fazer são os primeiros passos para quem quer começar a usar o marketing digital e as redes sociais. “Para conseguir de fato todo o potencial da internet para vender, uma das coisas que você empreendedor precisa saber, é ouvir os desejos do seu cliente e depois saber o que a resposta dele tem a ver com o seu produto. E também saber os motivos pelos quais o seu cliente lhe dizer não”.  São análises necessárias a se fazer. O conteúdo do seu Instagram tem que ter atração, relacionamento direto com o cliente, mostrar o seu diferencial e fidelização”, citou.

A noite reservou emoções especiais para cinco mulheres empreendedoras que receberam homenagens por suas trajetórias. Uma delas foi a empresária Emanoele Raposo, que há quatro anos trabalha no segmento de doces por encomenda. A empreendedora largou a profissão de professora de geografia para se dedicar unicamente ao que lhe dava prazer em trabalhar. “A gente tem de fazer o que gosta. Deixei a geografia e fui estudar gastronomia e me identifiquei, ainda mais. Comecei a vender docinhos por encomenda aos amigos e familiares, depois criei a loja ‘Doces Lembranças’ e agora trabalho com a pronta entrega. Meu sustento vem totalmente dos doces”, disse.

A empreendedora falou que o marketing digital ainda é algo muito novo, mas que sabe do potencial que ele tem. “Eu abri a loja pelo Instagram e isso alavancou muito as vendas, mas é uma coisa que eu tenho que evoluir. Quero me especializar mais para ter um catálogo de produtos no Instagram e criar um site. Eu estou buscando mais conhecimento”, enfatizou Emanoele Raposo.

Premiadas da noite:

Natália Pereira, Ana Danielle Rodrigues, Lohanane Farias, Helen Alves e Emanoele Raposo.

SERVIÇO
Sebrae Castanhal – Avenida Maximino Porpino, esquina com a rua Senador Lemos, bairro Centro.